Ogum Xoroquê

Ogum Xoroque

Ogum Xoroquê sem dúvidas é dentro do Povo de Ogum a entidade que mais chama atenção, por ser dúbia, ter dois lados, um lado ser Ogum e do outro ser Exu. Esta forma quer dizer não que o orixá tem duas faces e sim que trabalha em dois pólos energéticos tanto positivo como negativo.

Divindade masculina figura que se repete em todas as formas mais conhecidas da mitologia universal. Ogum é o arquétipo do guerreiro. Bastante cultuado no Brasil, especialmente por ser associado à luta, à conquista, é a figura do astral que, depois de Exu, está mais próxima dos seres humanos. Foi uma das primeiras figuras do candomblé incorporada por outros cultos, notadamente pela Umbanda, onde é muito popular.

Tem sincretismo com São Jorge ou com Santo Antônio, tradicionais guerreiros dos mitos católicos, também lutadores, destemidos e cheios de iniciativa.
A relação de Ogum com os militares (é considerado o protetor de todos os guerreiros) tanto vem do sincretismo realizado com São Jorge, sempre associado às forças armadas, como da sua figura de comandante supremo ioruba. Dizem as lendas que se alguém, em meio a uma batalha, repetir determinadas palavras (que são do conhecimento apenas dos iniciados), Ogum aparece imediatamente em socorro daquele que o evocou.

Porém, elas (as palavras) não podem ser usadas em outras circunstâncias, pois, tendo excitado a fúria por sangue do Orixá, detonaram um processo violento e incontrolável; se não encontrar inimigos diante de si após te sido evocado, Ogum se lançará imediatamente contra quem o chamou.

Ogum não era, segundo as lendas, figura que se preocupasse com a administração do reino de seu pai, Odudua; ele não gostava de ficar quieto no palácio, dava voltas sem conseguir ficar parado, arrumava romances com todas as moças da região e brigas com seus namorados.

Não se interessava pelo exercício do poder já conquistado, por que fosse a independência a ele garantida nessa função pelo próprio pai, mas sim pela luta. Ogum, portanto, é aquele que gosta de iniciar as conquistas mas não sente prazer em descansar sobre os resultados delas, ao mesmo tempo é figura imparcial, com a capacidade de calmamente exercer (executar) a justiça ditada por Xangô. É muito mais paixão do que razão: aos amigos, tudo, inclusive o doloroso perdão: aos inimigos, a cólera mais implacável, a sanha destruidora mais forte.

Segundo as pesquisas de Monique Augras, na África, Ogum é o deus do ferro, a divindade que brande a espada e forja o ferro, transformando-o no instrumento de luta. Assim seu poder vai-se expandindo para além da luta, sendo o padroeiro de todos os que manejam ferramentas: ferreiros, barbeiros, tatuadores, e, hoje em dia, mecânicos, motoristas de caminhões e maquinistas de trem. É, por extensão o Orixá que cuida dos conhecimentos práticos, sendo o patrono da tecnologia. Do conhecimento da guerra para o da prática: tal conexão continua válida para nós, pois também na sociedade ocidental a maior parte das inovações tecnológicas vem justamente das pesquisas armamentistas, sendo posteriormente incorporada à produção de objetos de consumo civil, o que é particularmente notável na industria automobilística, de computação e da aviação.

Assim, Ogum não é apenas o que abre as picadas na matas e derrota os exércitos inimigos; é também aquele que abre os caminhos para a implantação de uma estrada de ferro, instala uma fábrica numa área não industrializada, promove o desenvolvimento de um novo meio de transporte, luta não só contra o homem, mas também contra o desconhecido.

É pois, o símbolo do trabalho, da atividade criadora do homem sobre a natureza, da produção e da expansão, da busca de novas fronteiras, de esmagamento de qualquer força que se oponha à sua própria expansão.

Tem, junto com Exu, posição de destaque logo no início de um ritual. Tal como Exu, Ogum também gosta de vir à frente. A força de Ogum está tanto na coragem de se lançar à luta como na objetividade que o domina nesses momentos.

É fácil, nesse sentido, entender a popularidade de Ogum: em primeiro lugar, o negro reprimido, longe de sua terra, de seu papel social tradicional, não tinha mais ninguém para apelar, senão para os dois deuses que efetivamente o defendiam: Exu (a magia) e Ogum (a guerra); segundo Pierre Verger. Em segundo lugar, além da ajuda que pode prestar em qualquer luta, Ogum é o representante no panteão africano não só do conquistador mas também do trabalhador manual, do operário que transforma a matéria-prima em produto acabado: ele é a própria apologia do ofício, do conhecimento de qualquer tecnologia com algum objetivo produtivo, do trabalhador, em geral, na sua luta contra as matérias inertes a serem modificadas .

Ogum gosta do preto no branco, dos assuntos definidos em rápidas palavras, de falar diretamente a verdade sem ter de preocupar-se em adaptar seu discurso para cada pessoa.

Ogum gosta de dormir no chão, precisa que o corpo entre em contato sempre direto com a natureza e dispensa roupas elaboradas e caras, que possam ser complicadas de vestir ou que exijam muito espaço na mochila. Não tem compromisso com ninguém, nem com seus próprios objetos.

A violência e a energia, porém não explicam Ogum totalmente. Ele não é o tipo austero, embora sério e dramático, nunca contidamente grave. Quando irado, é implacável, apaixonadamente destruidor e vingativo; quando apaixonado, sua sensualidade não se contenta em esperar nem aceita a rejeição. Ogum sempre ataca pela frente, de peito aberto, como o clássico guerreiro.

PRECE AO ORIXÁ "OGUM XOROQUÊ"


Meu Pai "OGUM XOROQUE" que minhas palavras e pensamentos
cheguem até Vós em forma de prece e que sejam ouvidas. Que esta fervorosa prece seja ouvida em todos os cantos do mundo e chegue até os necessitados em forma de conforto para suas dores e chegue aos ouvidos de meus inimigos em forma de brado e advertência de um filho de "OGUM XOROQUÊ" que nada teme e não foge à luta pois sabemos que covardia não muda destino em cima do medo, coragem.

Meu Pai "OGUM XOROQUÊ", Orixá Guerreiro, padroeiro dos agricultores e lavradores, fazei com que minhas ações sejam sempre férteis como o trigo que cresce e alimenta a humanidade e para que todos saibam que sou seu filho.

"OGUM XOROQUÊ", Senhor das estradas fazei de mim, seu humilde servidor e que eu seja sempre um fiel seguidor do teu invencível exército e que nas minhas batalhas só hajam vitórias e mesmo quando aparentemente derrotado eu seja um vitorioso pois nós os Vossos filhos não conhecemos derrotas, pois sendo o Senhor o Deus da Guerra nós os Vossos filhos conhecemos a luta como esta que trave neste momento, embora sabendo que é só o começo, mas tendo o Senhor como meu Orixá, minha vitória é certa.

"OGUM XOROQUÊ", meu Pai e protetor, Rei do Ouro e da Magia fazei com que meu dia de amanhã seja tão bom quanto o de ontem, e hoje que meus caminhos sejam sempre abertos e por mais difícil que seja alguma coisa para mim se torne mais fácil, que em meu jardim só existam flôres, que meus pensamentos e obras sejam sempre bons e que aqueles que te procuram meu Pai consigam sempre remédios para seus males.

"OGUM XOROQUÊ" vencedor de demandas que todos aqueles que em minha estrada cruzarem seja com o propósito de nos engrandecer.


ASSIM SEJA.
____________________________

XOROQUÊ
OGUM DA NOITE / OGUM DA MAGIA
(Metade OGUM / Metade EXÚ)

 

Agradecemos sua visita Volte sempre....

Visite nosso blog click na imagem abaixo:

copyright© 2009-2018

Site desenvolvido por Centro Pai João de Angola- Todos os direitos Reservados.


Traduzir Esta Página

Endereço

Av. Dona Sofhia Rasgulaeff  177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Telefone:
(44) 3034-5827 (44) 99956-8463
Consultas Somente com Hora Marcada.
Atendimento: de Segunda a sexta-feira
Das 09:00 as 19:00 horas.
Não damos consultas:

 via whatsapp ou via E-mail.



Mapa google


Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


  • Ao mestre com carinho
  • Ogum
  • Oxum
  • Yansã
  • oracões
  • Xangô
  • Yemanjá
  • Oxossi
  • Oxalá
  • Oxumarê
  • Preto-velhos
  • Caboclos
  • Boaideiros na Umbanda
  • Baianos na Umbanda
  • Marinheiros
  • Pomba Gira
  • Maria Padilha
  • Oração de exu
  • Banhos de descarregos
  • pontos-riscados-Exu
  • História de Rei Congo
  • Pontos Cantados Orixás
  • Pontos cantados Diversos
  • Maria Redonda
  • Sitemap
  • Mensagem de Zé Pilintra
  • Pai José da Guiné
  • Exu Capa Preta
  • Exu das Sete Encruzilhadas
  • Exu morcego
  • Exu Meia Noite
  • Mensagem de Pai joão de Angola
  • Conselhos de Pai joao de Angola
  • pai-joao
  • Oração a Pai joão de Angola
  • Atribuição dos Preto-velhos
  • CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA
  • Histórias de Vovó Luiza
  • Quem Somos
  • Linha de Caboclos
  • Livro de Visitas 1
  • Ogum Rompe Mato
  • Ogum Yara
  • Altar Virtual dos Orixás
  • Altar Virtual
  • Descubra seu Orixá
  • Altar Virtual de Exu
  • Altar virtual de Ogum
  • Altar virtual de Oxum
  • Altar virtual dos Preto-velhos
  • Altar de Nossa Senhora
  • Ogum vencedor de Demanda
  • Fundamentos
  • OS TRABALHOS DESENVOLVIDOS
  • Cartão de Visitas
  • livro-de-visitas-2
  • Orações 2
  • Os dez maiores erros cometidos por médiuns umbandi
  • A Saída dos Orixás
  • A História de vovô Benedito
  • Oferendas de Oxum
  • Textos de Umbanda
  • Oferenda de Xangô
  • Oferendas de Ogum
  • Oferenda de oxossi
  • a-mediunidade-os-orixás-e-os-caboclos
  • orações diversas
  • Oração ao Pai João de Angola
  • oração a escrava anastacia
  • ORAÇÃO A PAI BENEDITO DE ARUANDA
  • Oração a Maria Bueno
  • Oração a Tia Maria de Minas
  • Oração ao caboclo 7 flexas
  • Oração ao caboclo boiadeiro
  • Oração ao seu Zé Pilintra
  • Oração a são cosme e damião
  • Oração para fechamento de corpo
  • Oração a cabocla Jurema da praia
  • Oração ao Divino Espirito Santo
  • ORAÇÃO AOS PRETOS VELHOS – I
  • oração a Oxalá
  • Prece à tia Rita da Bahia
  • Oração dos Preto velhos-4
  • Oração dos Preto velhos 3
  • Oração dos preto velhos 2
  • Oração do Perdão
  • Para teu Lar
  • Prece de Caritas
  • Orações a Yemanjá
  • orações a Oxossi
  • Prece a xangô
  • Orações a santa Barbara
  • Orações a Yansã
  • Oração da Pomba-gira
  • Oração de São jorge
  • Oração a Oxum
  • Oração para cura de traumas emocionais e decepções
  • Oração para começar o dia
  • ORAÇÃO FORTE E PODEROSA CONTRA INIMIGOS E INVEJA
  • Pai Nosso Umbandista
  • Creio em Deus Pai na Umbanda
  • Oração aos Orixás
  • Oração ao anjo da guarda
  • Pedido de Proteção
  • Oração poderosa de Pai joão
  • Oração à Nossa Senhora da Cabeça
  • Oração a Bezerra de Menezes
  • Oração ao Poderoso Santo Expedito
  • Oração à São José Operário
  • Oração a São Miguel Arcanjo
  • Oração para abrir caminhos
  • Oração ao sete Encruzilhada
  • Abertura dos trabalho 2
  • Prece de Abertura dos trabalhos
  • Prece ao Caboclo Sete Estrelas
  • Oração ao Caboclo Ventania
  • Caboclo 7 Pedreiras
  • PRECE A POMBA-GIRA
  • oração a tranca rua das almas
  • Prece ao Pai João da Mata
  • Oração ao Caboclo
  • Oração a Boiadeiro
  • Oração as sete linhas
  • ORAÇÃO DO PAI JOSÉ DE ARUANDA
  • Oração ao Pai Joaquim
  • Oração do baiano Corisco
  • BENZEDURA CONTRA O MAU-OLHADO INVEJA E QUEBRANTO
  • ORAÇÃO PARA BÊNÇÃO DO LOCAL DE TRABALHO OU LAR
  • ORAÇÃO PARA PEDIR FÉ
  • Oração aos Pretos Velhos e Pretas Velhas
  • Oração a Santa Sara Kali
  • Os Filhos de Omolu
  • Ebó para Yansã
  • Comida de Xangô
  • Lendas de Iansã com Ogum
  • Pontos cantados de Pomba-gira em Videos
  • ORIXÁS EXÚ E OGUM
  • Sem Exu não se Faz nada
  • OS FILHOS DE EXÚ
  • Pontos Cantados de Oxala Videos
  • Pontos Cantados de Ogum Videos
  • Pontos Cantados de Oxum Videos
  • Pontos Cantados de Yemanjá Videos
  • Pontos Cantados de Oxossi Videos
  • Galeria de Videos
  • Pontos Cantados de Xangô videos
  • Pontos Cantados de Yansã videos
  • PORQUE OS EXUS RIEM
  • Videos de Preto velhos
  • Cigano Pablo
  • Cigana esmeralda
  • Mensagem de Ogum
  • Ogum Beira Mar
  • Altar na Umbanda
  • A tristeza dos Orixás
  • Amor palavra de ordem na gira
  • AS FALANGES DE TRABALHO NA UMBANDA
  • ASSISTÊNCIA
  • exu não e fofoqueiro
  • ATITUDE INTERIOR
  • BANDEIRA BRANCA DE OXALÁ
  • Cantos e Palmas num Terreiro
  • Como acontece a Gira
  • conduta moral
  • CONDUTA NO TERREIRO DE UMBANDA
  • Conflitos
  • Conflitos Familiares
  • Como ler escutar ou observar e saber se aquilo é
  • Cores e a Umbanda
  • Cumprimentos e Posturas
  • De Olhos Fechados
  • Deus não te Fez para sofrer
  • Deus salve a Umbanda
  • Página em Atualização
  • EGUNS E QUIÚMBAS
  • ELEMENTOS DO TERREIRO DA UMBANDA
  • ENTENDENDO A INVEJA
  • ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA
  • EXPRESSÕES USADAS NA UMBANDA
  • EXU NÃO É DIABO
  • falta de doutrina e de complemetimento
  • Faz caridade fio
  • Os perigos e conseqüências da mediunidade mal orie
  • O DIA DE FINADOS NA UMBANDA
  • Fazer o bem sem ver a quem
  • Os Médiuns são Parceiros
  • Fumos e Bebidas
  • Fundamentação Doutrinária
  • GUIAS E COLARES
  • Hierarquia na Casa de Umbanda
  • Humildade
  • Jogaram uma carga pesada pra cima de mim
  • O maior inimigo da Umbanda
  • Mediunidade na Umbanda
  • Mediunidade um passo de cada vez
  • Mensagem do Caboclo Sete Flechas
  • MIRONGA DE PRETO VELHO
  • Não abandone seu posto de serviço
  • Normas dos Terreiros
  • Nossos Umbigos
  • Linha de Esquerda Exu e ´Pomba-Gira
  • O pequeno universo do umbandista
  • O Perdão Não tem Contra-indicação
  • O Templo Que Vos Acolhe
  • obrigações na umbanda
  • OBRIGADO VOVÔ
  • ORAÇÃO DO UMBANDISTA
  • Orixá de Cabeça
  • Os Caboclos na Lição de Pai João
  • Os Orixás se Manifestam em Nós e Através de Nós
  • Oração de Ogum Xoroquê
  • .

    OGUM XOROQUÊ.mp3