Normas dos terreiros

Normas dos Terreiros

A Umbanda
Conforme o tempo vai passando, algumas coisas tendem a se perder por nossa memória; porém, existem determinadas significações que jamais devem ser esquecidas, já que  consistem em ações básicas de nosso quotidiano, e o ao se perderem poderiam até mesmo fazer com que você não compreendesse o verdadeiro sentido de alguns fatos que fazem parte do nosso dia a dia. O esquecimento ao qual nos referimos acontece por causa do que costumamos chamar de “rotina”, pois quando passamos a fazer algo com muita constância,

 este passa a crescer dentro de nós, evoluindo os seus ensinamentos, e nos levando ao conseqüente encobrimento daqueles que foram os ensinamentos básicos, as raízes que nos sustentaram até então.


Por isso agora, relembremos algo que vem lá do inicio da Umbanda que conhecemos, os significados dos principais rituais que nela se realizam contidas numa única Gira, e que por acontecerem tão freqüentemente, são facilmente despercebidas.


Templo


Local onde os Dirigentes Espirituais, filhos, irmãos e simpatizantes, entram em comunhão com Deus Criador, com os Orixás e com os mentores espirituais. É Nesse solo sagrado que recebemos, doamos e principalmente aprendemos a Amar, Perdoar, resgatar, ajudar ao próximo, sem distinção de cor, condições sociais.


Que todos respeitem esse solo, zelando pela limpeza, não só no aspecto material, mas também no aspecto moral, pois só assim conseguiremos estar mais próximo de Oxalá.


Dirigente Espiritual


Dirigente Espiritual é o responsável pelos filhos, o templo, cuidar dos Orixás, fazendo as firmezas do terreiro e cuidar da coroa de cada um que foi entregue a ele por confiança.


É ele que cuida da coordenação de todo o trabalho para que os mesmos não tenham problemas observando tudo ao seu redor, e que muitas vezes falto o tempo para dar atenção a todos os filhos, ficando a cargo dos Pais Pequenos o desenvolvimento Mediúnico, ajuda e auxilio aos Médiuns quanto da incorporação e desincorporação. Não esqueçamos que o dirigente é Pai, amigo, conselheiro, aquele a quem confiamos a espiritualidade, que dispõe do seu tempo, às vezes da família para que cada filho cresça. Não esqueçamos irmãos que na figura dos dirigentes existe seres humanos que também têm seus problemas e suas vidas, estão irmãos vamos respeitar essas pessoas que se doam para o nosso bem estar é o mínimo que devemos fazer.


A Preparação para a Gira


Quando sabemos que em determinado dia ocorrerá uma Gira, nós, os filhos-de-santo, devemos tomar algumas providências que com toda a certeza nos ajudarão a se preparar para ela.


Em primeiro lugar, a abstinência alcoólica é obrigatória. Nunca devemos ir a uma Gira dedicada a Deus e aos Orixás com sequer uma dose de qualquer bebida que seja, isso porque tal ato poderá acarretar problemas sérios ao médium, que terá alguns dos seus sentidos alterados e não poderá entregar-se por completo ao Pai, além de ser um desrespeito a ele próprio.


A carne vermelha deve ser evitada, pois lhe são contidas certas energias que podem interferir no organismo do médium, seja ele de incorporação ou não, dificultando assim o fluxo de energia positiva da corrente e o reabastecimento de suas “baterias divinas”.


Quanto à abstinência sexual, ela deve ser efetuada, não pelo sexo ser impuro como todos pensam, mas sim porque o ato ocorrido consome grande parte da energia corporal, debilitando o corpo do Médium que não poderá ser utilizado na sua plenitude devido ao cansaço existente.


Por último lugar citamos o banho de defesa ou descarrego como se costuma chamar, e que pode ser feito com cinco, sete ou nove Ervas Sagradas, ou o próprio sal grosso, seguido do banho de ervas. Esse banho tem o poder de limpar e defender o corpo de qualquer negatividade que possa nele existir, dando-lhe melhores condições para desempenhar o seu papel nas Giras. Porém, vale o lembrete de que o banho de defesa só é tomado após o banho comum, sendo lavada somente à parte de abaixo do pescoço (pois a cabeça pertence ao Santo de cada um), e deverá ser levemente enxuto deixando com que o restante se seque no próprio corpo.


Para complementar essa preparação, deve também acender uma luz ao nosso anjo-de-guarda, pedindo a sua proteção para que tenhamos condições de nos entregar totalmente à Caridade.


A chegada ao Templo


Os dias que intermedeiam as Giras realmente demoram a passar, e ao se rever às pessoas que tanto gostamos surge àquela vontade de colocar todos os assuntos em dia. Isso de modo algum é proibido desde que seja feita antes do ato de bater-cabeça e acontecer fora das dependências internas do templo, pois dentro deste deve-se guardar o silêncio em respeito a Oxalá, e aos Guias e Orixás que ali aguardando o inicio da Gira.

Hora de se entregar a Oxalá


Depois de colocar a roupa branca, chega a hora de entregar-se ao Pai e realizar todos os rituais necessários a nossa segura permanência dentro da Gira.


Dentre esses rituais, o primeiro é o de bater-cabeça, onde nos entregamos a Oxalá com o verdadeiro intuito de se realizar a caridade com muita seriedade e consciência do ato que se praticará, e o qual nunca devemos nos esquecer.

Abertura dos trabalhos


Ao iniciar os trabalhos, já devemos estar totalmente imbuídos no sentido de entrega plena aos entes espirituais, de modo que à vontade de Oxalá seja feita e possamos mais uma vez cumprir nossa obrigação.


Para que fortificamos este sentimento, se faz necessário que a prece de abertura seja sentida verdadeiramente, e não somente recitada. Temos realmente que nos fazer ouvir por Oxalá para que este esteja presente durante toda a Gira, nos ajudando a recarregar a energia gasta durante toda uma semana.


O mesmo é dito ao se bater-cabeça. Muitos não conhecem o significado deste ato, que além de transparecer o nosso respeito a nossa humildade aos Orixás, também é a demonstração da união e coletividade que são fatores essenciais a qualquer templo que trabalhe em prol da Caridade.


Defumação


A firmeza de cada integrante da corrente de faz extremamente necessária nessa hora, pois é ai que toda a negatividade que possa haver se imiscuído dentre a corrente será varrida para fora do Templo, de modo que não possa interferir no perfeito fluxo da Gira. Porem, se os Médiuns não se mantiverem mentalmente firmes no propósito de bani-las, essas forças negativas poderão oferecer maior resistência e até permanecer entre a corrente, podendo atrapalhar assim aos rituais que se procederão.


Chamando os Guias


Esse é o momento que compõe a essência básica de todos os rituais que o antecederam. É o momento em que os médiuns devem se dispor realmente à Caridade, em amor aos seus Guias e entregando-se a eles de forma que possam vir trabalhar e ajudar a si e aos que deles necessitam.


Mas são muitas às vezes em que somos perturbados por algumas dores ou determinados problemas, e já achamos que não temos condições de deixá-los vir. Bem, esse julgamento é um julgamento que cabe somente a Oxalá, que foi a quem você se entregou quando bateu-cabeça, e aos seus próprios Guias que sabem de suas condições, e não viriam se estas lhe faltassem.


Portanto, liguemos o nosso Piloto Automático e deixemos que os desígnios divinos cuidem de nós, pois DEUS sabe o que faz, e cabe-nos somente à parte de nos entregarmos de coração, e nos desligar de tudo o que acontece fora dali.


E quanto aos Médiuns que ainda não incorporam, que não incorporaram naquela Gira ou fizeram sua opção pela não incorporação, não pensem que foram esquecidos, pois cada um, dentro da sua função, seja de cambono, curimba, cantador, são de essencial importância, pois sem vocês os Guias não teriam condições de trabalhar. Portanto, estes devem manter em silencio e se dispor em ajudar naquilo que for preciso, e assim também estarão contribuindo para a pratica da Caridade.


Irmão de fé – Amar a “Deus” sobre todas
as coisas e ao teu irmão como a ti mesmo


Muitos ignoram certas verdades sobre a Umbanda e a julgam apressadamente, sem conhecer seus ideais, gerando todas as dificuldades e o preconceito que ela vem enfrentando, isso por culpa de alguns dirigentes de terreiros que por também, muitas das vezes, não conhecerem estas verdades,

manipulam e enganam seus seguidores e a si mesmos, julgando estarem praticando a Umbanda quando na realidade são meros instrumentos de "entidades" ou espíritos que não tem o mínimo de conhecimento das questões espirituais

Quando também não se deixam levar por sua vaidade ,

pessoal e na maioria das vezes são mal informados sobre a origem e a verdadeira natureza da Umbanda, o que os leva a confundi-la com os Cultos de Nação ou com o Espiritismo.


O próprio umbandista acaba sendo também um dos grandes culpados por disso, por a Umbanda manifestar-se na maioria das vezes por pessoas simples, de uma fé menos exigente, é o que as tornam com mais facilidade, vítimas dos pretensos sábios e donos da verdade. O adepto não buscando esse conhecimento mais aprofundado sobre sua religião, foi deixando que a ela recebesse essa marca, esse rótulo, contribuindo para o aumento do preconceito contra seus     rituais, seu vocabulário e seus costumes. Também devido às grandes manifestações de sectaristas religiosos1, que preferem julgar antes e, talvez, conhecer depois, víamos e ainda vemos, o crescimento desse preconceito,


A Umbanda é um movimento muito forte no mundo espiritual, e seus mistérios vêm sendo revelados de forma velada, onde o adepto vai tomando conhecimento sobre os mesmos através de seus mentores espirituais, os Orixás, aos quais devemos dedicar todo o mérito dos trabalhos, e também no dia-a-dia de sua dedicação, desenvolvendo e solidificando seus conhecimentos sempre baseados na Lei da Verdade, do Amor e da Caridade.


Os fundamentos da Umbanda variam de acordo coma vertente que a pratique, mas existem alguns conceitos básicos que são encontrados na maioria das casas e assim podem, com certa ressalva e cuidado, ser generalizados para todas as formas de Umbanda. São eles:

  • A existência de uma fonte criadora universal, um Deus Supremo, chamado Olorum ou Zambi;
  • O culto aos Orixás como manifestações divinas, onde cada Orixá se confunde com um elemento da natureza do planeta ou da própria personalidade humana, em suas necessidades, construções de vida e sobrevivência;
  • O mediunismo como forma de contato entre o mundo físico e o espiritual, manifestado de diferentes formas;
  • A manifestação das Entidades, ou Guias, espíritos ainda em processo de evolução, para exercerem o trabalho espiritual incorporado em seus médiuns, organizados em planos e/ou linhas de evolução;
  • Uma doutrina, uma regra, uma conduta moral e espiritual que é seguida em cada casa de forma variada e diferenciada, de acordo com suas raízes, que existe para nortear seus trabalhos;
  • Tem como fundamento básico de seus rituais: o uso do branco, não cobrar pelos trabalhos, não matar e não utilizar o sacrifício de animais
  • A obediência aos ensinamentos básicos dos valores humanos, como: fraternidade, caridade e respeito ao próximo e por si mesmo. Sendo a caridade uma máxima encontrada em todas as manifestações existentes;
  • A crença na imortalidade da alma;
  • A Crença na reencarnação e nas leis kármicas;


Devido a Umbanda ser uma doutrina espiritualista como o Espiritismo, o Catolicismo, o Esoterismo, justifica o fato de haver entre ela diferenças essenciais entre seus templos, que lhe dão características próprias. É resultante natural da fusão espiritual das raças branca, índia e negra.


Podemos observar em conversas entre Umbandistas é que muitos querem impor seu culto aos outros, achando que somente a sua Umbanda está correta. Alguns querem enfiar o africanismo goela abaixo dos demais, outros querem a todo o custo impor que o Espiritismo é a base mais correta, alguns querem convencer os demais que a Umbanda de Saraceni é a correta ou ainda que a Umbanda de Zélio é a única e verdadeira. Querem transformar a religião num grande campeonato onde um grupo é melhor que o outro. e a paixão elimina a razão.


Devemos tentar ver a umbanda como uma religião criada pelo mundo espiritual, onde se aproveita os bons exemplos das diversas religiões, que com o passar do tempo vem se aperfeiçoando, por isso cada vez mais vemos a aglutinação de novos adeptos justamente por ela seguir os ensinamentos dos grandes mestres da humanidade que pregaram o amor, a caridade, a tolerância, a humildade e o fazer o bem sem importar-se a quem.


Nossa Religião foi cuidadosamente desenvolvida pelo Mundo Espiritual para trazer evolução aos médiuns participantes e um alento aos seres encarnados que necessitam de uma palavra amiga, um consolo de paz, de esperança e perseverança.


Nunca uma Entidade nos transmitiu qual a Umbanda é a correta, qual a Umbanda é a mais eficiente, qual a Umbanda é a verdadeira, sempre nos dizem que devemos ser médiuns dedicados e que devemos sempre estarmos preparados para ajudar ao próximo, buscando zelar pelo bom nome de nossa Religião, sem esperarmos retribuições de quaisquer formas que não sejam o reconhecimento do mundo espiritual.


Acreditamos que todas as Umbandas são corretas desde que sejam praticadas com dedicação, amor e humildade. Umbanda é uma só, ela é a religião do presente e do futuro e a medida que os não simpatizantes vão conhecendo sua beleza e sua simplicidade, seus corações serão envoltos pela magia do amor, da caridade, da humildade e da fé, dissipando assim todas as discriminações que hoje ela ainda sofre.


Devemos estar sempre atentos e continuar buscando o máximo de conhecimento, para podermos nos esclarecer e assim ajudar tirar essa visão deturpada que a maioria das pessoas tem em relação aos rituais sagrados da Umbanda.

Só assim estaremos dando mais um passo para o crescimento e o fortalecimento de nossa religião.



CINCO MOTIVOS QUE ATRAPALHAM A MEDIUNIDADE

1. Soberba -


Acreditar que você é melhor que outras pessoas e ter como costume humilhar ou ridicularizar pessoas ou irmãos a sua volta, com certeza não é um sentimento que irá fortalecer seu caráter e sua mediunidade.

Somos todos filhos do mesmo Deus, dos Sagrados Orixás, e por isso devemos sim acreditar em nosso potencial, mas não ao ponto de subjugar ou usar disso como uma arma contra outras pessoas.

2. Julgamento - 


“Atire a primeira pedra quem nunca pecou.”


Julgar é fácil, e muitas vezes empolgante para alguns, mas de fato, o julgamento só faz com que você, o julgador, jogue para dentro de si um sentimento de superioridade que é nutrido pela ilusão.

Saiba respeitar o diferente e o que você não conhece, respeite a forma de cada um cultuar a Deus ou a forma com que a pessoa conduz sua vida.

Julgar as decisões da vida de alguém é infantil e inútil, pois você não está vivendo a vida da pessoa na pela dela, você de fato não sabe o que passa em seu intimo, portanto o julgamento é falho e sem sentido.

O julgador, como tempo, cria em volta de si um campo energético tão denso, com uma energia de desconfiança para as pessoas que o olham.

3. Fofocas e Intrigas -


Pequenas fofocas, do dia a dia, se tornam um hábito sujo que impregna seu campo mediúnico e seus chacras com energias de falsidade e hipocrisia.

Tome cuidado com sua língua. Um bom médium de Umbanda é uma pessoa feliz, sincera, mas em todos os momentos cuida da sua vida e se algo tiver que ser dito, se dirige a pessoa e a diga para ela.

Falar pelas costas, ou fazer fofocas, aumentar histórias para criar intrigas entre irmãos, familiares e amigos, só faz seu brilho interno diminuir, pois se você faz isso, algo está errado com sua vida, e com certeza você não presta atenção ou cuida da sua própria vida.

4. Mentiras - 


Mentir para muitos é um habito e um atalho ou procedimento necessário para se viver nesse “mundão”, mas engana-se quem pensa assim, pois com pequenas mentiras do dia a dia e em grandes mentiras, grandes histórias mirabolantes, com o tempo você começa a acreditar em suas próprias mentiras, e de certa forma sua vida começa a ser uma mentira, uma história contada mas sem qualquer tipo de realidade.

Ser verdadeiro e realista com o mundo, é algo que devemos trabalhar dia após dia.


Existe um ditado que diz que a verdade doe, mas a verdade doe para quem não quer viver na realidade, e com certeza essa frase foi criada por uma pessoa que não gostava de houver a verdade.

A verdade é Divina, é um sentimento que nos fortalece como seres humanos e nos deixam íntegros para que possamos obter um contato sério e coerente com nossos guias, mestres e mentores.


5. A culpa sempre é do outro -


Assuma suas responsabilidades. Este ato, de fato faz com que crescemos como pessoas, e médiuns, pois assumir seus erros sem culpa e sem raiva, entendendo que somos humanos e não perfeitos, o amadurecimento espiritual vem fácil.

Tudo que acontece na sua vida é fruto de uma ação sua, ou seja, pare de jogar a culpa nos outros. 


Para de se justificar e aceite o erro e aprenda com ele. O amadurecimento da consciência faz com que sua mediunidade floresça aos olhos de Oxalá.


Cinco foram os motivos escritos aqui, mas ainda muito mais poderiam ser escritos, pois o Umbandista deve se conscientizar que o desenvolvimento da sua mediunidade depende e muito do seu desenvolvimento consciencial como pessoa, como ser humano.

Sua mediunidade só será forte, verdadeira e integra se seu caráter for de verdade e não uma mascara mostrada para a sociedade.


Por Nikolas Peripolli



O Senhor Cobra Coral é uma das entidades supostamente mais conhecidas na Umbanda. Díficilmente encontra-se um umbandista que não conhece alguém que o imcorpore ou ouviu falar deste caboclo.

Históricamente, a Fundação da Umbanda no Brasil, foi oficializada em 1908, com a incorporação do Caboclo das Sete Encruzilhadas, porém foram encontradas publicações que afirmam que em 1. 890, um Caboclo Cobra Coral era incorporado por um jovem de 16 anos, e que praticava a caridade conforme os fundamentos da Umbanda. Porém, para mim, essa informação carece de prova.


Alguns dizem que o primeiro Cobra-Coral, Chefe criador da Falange, foi em uma de suas descidas à matéria, Galileu Galilei, Abraham Lincoln, Faraoh; no Egito, e, outros dizem que foi um Indio asteca...


Há uma discordância, também, quando se fala do Orixá regente desta Falange.


É preciso ter em mente que há os cruzamentos entre as Linhas Naturais, fato esse que, desdobra-se desde os Orixás até chegar nos hunanos encarnados.


Raciocinemos um pouco:


Se é Caboclo, sua vibração é antes de tudo, de Oxosse.

Se é Cobra, a vibração é de Oxumaré.
Se é Coral, pela cor pode estar relacionado à vários Orixas que vibram nessa cor, como Xangô, Egunitá, Iansã e até Ogum e Exu.

Ainda em relação ao Coral, temos que considerar que, pode não estar relacionado somente pelo fator cor, mas também ao elemento material coral, logo à vibração de Iemanjá, o que nos lembra que Iemanjá é O Trono Feminino do Sentido da Vida, e que, na outra ponta deste sentido, no Trono Masculino está Omolu, regente da vibração da cor preta da Cobra Coral.


Podemos perceber que classificar toda a Falange com base no que foi revelado por um Caboclo, ( que referia a si e não à todos.), é incorrer em grande engano.


Eu, pessoalmente, senti que quando meu Pai Caboclo Cobra Coral se manifestou em alguns lugares, não foi reconhecido porque não se encaixava no rótulo, ou nessa "caixinha", enquanto que em outros locais, mal incorporava, era cumprimentado pelo que é, inclusive por outros Cobra Corais.


Dizem que onde está Seo Cobra Coral, junto vem um outro Caboclo, que é seu irmão de Falange, o Caboclo Ventania. E até onde pude comprovar isso é verdade. Estes dois Caboclos estão entre os Caboclos revelados como Encantados.


Uma coisa é certa, como Seo Ventania, ele é Chefe de Terreiro e quando um médium o traz em sua Linha é porque, antes de nascer, firmou compromisso em abrir Terreiro.


Alguns de seus médiuns afirmam sofrerem um pouco ao incorporá-lo, pois sua vibração é mais " incisiva" se comparamos com as vibrações de outros caboclos de Oxosse. Porém isso está relacionado aos cruzamentos que cada um apresenta. Eu nunca sofri ao incorporar meu Pai, ao contrário senti muita leveza.


Alguns se declaram Caciques e usam cocares, variando suas cores entre, verde, vermelho, branco, preto e amarelo. Mas isso não é regra, também.


O Caboclo Cobra Coral ( estou falando de meu Pai ) quando se apresenta em terra, o faz de forma tranqüila, concentrada e sábia. E assim como todos os Cobra Corais, é profundo conhecedor das magias e das curas através dos segredos dos répteis e animais peçonhentos em geral.


Sua imagem mais comum é de um índio alto com um bastão na mão esquerda e uma cobra coral na mão direita e outra na cintura. No mundo dos Grandes Magos, é conhecido como “O Mago do Cajado da Cobra”.


Quando meu Pai se apresentou para mim pela primeira vez, eu estava com meu grupo de dança, Grupo ASHIRAK ( criei este grupo com finalidade espiritual ) e nem sonhava em vir a ser umbandista um dia.


Fora da Linha de Umbanda ele se apresentou como O Mestre do Cajado e por essa razão, posso confirmar a afirmação sobre ser conhecido como “O Mago do Cajado da Cobra”.


Por causa dos cruzamentos, pode ser que um e/ou outro se apresente com algumas variantes, e nesse ponto vale lembrar que ele porta também outras espécies de cobras, o que faz com que muitos que têm vidência o tome pela cobra portada, ou seja, ele pode vir portando uma cascavel, por exemplo, e quem o vê o toma pelo Caboclo Cascavel que é pertecente a outra Falange.



MENSAGEM DO CABOCLO VENTANIA
Filha pergunta porque tantas mudanças estão ocorrendo, às vezes, de uma forma bastante dolorida. Então, pai pede: observe, filha, uma gota d’água que escorre pelo vidro da janela e silenciosamente megulha na poça d'água, retornando à terra posteriormente. Aquela gota d'água perde sua individualidade ao se diluir na poça.


No momento, este pai lhe falar do ego e do quanto é importante a renúncia da luta para que a inocência vença.

Este momento pede o reconhecimento de que alguma coisa acabou, de que algo está se completando. Seja o que for; como um relacionamento, um lar que você amou, qualquer coisa que possa tê-la ajudado a definir quem

você é.

Chegou a hora de deixar para trás, permitindo qualquer tristeza que surja, mas sem tentar se agarrar ao que se completou. É um momento para desaparecer nas profundas águas do seu Universo interior.

Alguma coisa maior está esperando por você: há novas dimensões a serem descobertas. Você ultrapassou o ponto a partir do qual não há volta, e o magnetismo está cumprindo a sua função. Não resista: isso significa " libertação”.

Pense, filha, na palavra inteiro, trata-se de uma indicação da própria realidade... O Todo. Sua Natureza Real não é coisa muito distante: na sua própria consciência está sua Natureza Real.

E a sua consciência sabe em quais momentos sai dessa natureza. Ela é capaz de testemunhar as coisas que constituem o mundo, que é a dualidade, depois voltar para a O Todo. O mundo dual chegará a um fim, mas o espelho da consciência permanecerá, refletindo sua Natureza Real.

Aqui, mais uma peça de um quebra-cabeça lhe está sendo entregue, para que seja colocada em seu lugar: o lugar da percepção interior. Mesmo no fluxo tempestuoso e mutável da vida, há instantes em que chegamos a um ponto de realização.

Nesses momentos somos capazes de perceber o quadro completo, o conjunto de todas as pequenas peças que ocuparam por muito tempo a nossa atenção. Uma imagem ganha forma, no quebra cabeça da vida. E, às vezes, filha, isso é bem doloroso, exige renúncia.

No momento da conclusão, podemos nos sentir tanto em desespero; porque não queremos que aquela situação chegue ao fim, como podemos nos sentir plenos e receptivos, agradecendo pelo fato de a vida ser cheia de conclusões que, na verdade, são novos recomeços.

O que quer que tenha estado observando, o seu tempo e sua energia, agora está chegando ao fim. Ao concluir isso, você estará criando condições para que alguma coisa nova possa ser começada. Use essa pausa momentânea para celebrar ambas as coisas: "o encerramento do velho e a chegada do novo”.

Ao fechar este cíclo, você reafirmar sua crença de que tudo o que constitui o ser humano, precisa fluir na vida completamente fundidos no coração. Só assim chegará ao seu destino no Universo. Então, deixe o que acabou e siga em frente!

Esteja no Centro, com as bençãos deste pai, Caboclo Ventania.


Agradecemos sua visita Volte sempre....

Traduzir Esta Página


Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


Caboclo_bradou.mp3

  • Ao mestre com carinho
  • Ogum
  • Oxum
  • Yansã
  • oracões
  • Xangô
  • Yemanjá
  • Oxossi
  • Oxalá
  • Oxumarê
  • Preto-velhos
  • Caboclos
  • Boaideiros na Umbanda
  • Baianos na Umbanda
  • Marinheiros
  • Pomba Gira
  • Maria Padilha
  • Oração de exu
  • Banhos de descarregos
  • pontos-riscados-Exu
  • História de Rei Congo
  • Pontos Cantados Orixás
  • Pontos cantados Diversos
  • Maria Redonda
  • Sitemap
  • Mensagem de Zé Pilintra
  • Pai José da Guiné
  • Exu Capa Preta
  • Exu das Sete Encruzilhadas
  • Exu morcego
  • Exu Meia Noite
  • Mensagem de Pai joão de Angola
  • Conselhos de Pai joao de Angola
  • pai-joao
  • Oração a Pai joão de Angola
  • Atribuição dos Preto-velhos
  • CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA
  • Histórias de Vovó Luiza
  • Quem Somos
  • Linha de Caboclos
  • Livro de Visitas 1
  • Ogum Rompe Mato
  • Ogum Yara
  • Altar Virtual dos Orixás
  • Altar Virtual
  • Descubra seu Orixá
  • Altar Virtual de Exu
  • Altar virtual de Ogum
  • Altar virtual de Oxum
  • Altar virtual dos Preto-velhos
  • Altar de Nossa Senhora
  • Ogum vencedor de Demanda
  • Fundamentos
  • OS TRABALHOS DESENVOLVIDOS
  • Cartão de Visitas
  • livro-de-visitas-2
  • Orações 2
  • Os dez maiores erros cometidos por médiuns umbandi
  • A Saída dos Orixás
  • A História de vovô Benedito
  • Oferendas de Oxum
  • Textos de Umbanda
  • Oferenda de Xangô
  • Oferendas de Ogum
  • Oferenda de oxossi
  • a-mediunidade-os-orixás-e-os-caboclos
  • orações diversas
  • Oração ao Pai João de Angola
  • oração a escrava anastacia
  • ORAÇÃO A PAI BENEDITO DE ARUANDA
  • Oração a Maria Bueno
  • Oração a Tia Maria de Minas
  • Oração ao caboclo 7 flexas
  • Oração ao caboclo boiadeiro
  • Oração ao seu Zé Pilintra
  • Oração a são cosme e damião
  • Oração para fechamento de corpo
  • Oração a cabocla Jurema da praia
  • Oração ao Divino Espirito Santo
  • ORAÇÃO AOS PRETOS VELHOS – I
  • oração a Oxalá
  • Prece à tia Rita da Bahia
  • Oração dos Preto velhos-4
  • Oração dos Preto velhos 3
  • Oração dos preto velhos 2
  • Oração do Perdão
  • Para teu Lar
  • Prece de Caritas
  • Orações a Yemanjá
  • orações a Oxossi
  • Prece a xangô
  • Orações a santa Barbara
  • Orações a Yansã
  • Oração da Pomba-gira
  • Oração de São jorge
  • Oração a Oxum
  • Oração para cura de traumas emocionais e decepções
  • Oração para começar o dia
  • ORAÇÃO FORTE E PODEROSA CONTRA INIMIGOS E INVEJA
  • Pai Nosso Umbandista
  • Creio em Deus Pai na Umbanda
  • Oração aos Orixás
  • Oração ao anjo da guarda
  • Pedido de Proteção
  • Oração poderosa de Pai joão
  • Oração à Nossa Senhora da Cabeça
  • Oração a Bezerra de Menezes
  • Oração ao Poderoso Santo Expedito
  • Oração à São José Operário
  • Oração a São Miguel Arcanjo
  • Oração para abrir caminhos
  • Oração ao sete Encruzilhada
  • Abertura dos trabalho 2
  • Prece de Abertura dos trabalhos
  • Prece ao Caboclo Sete Estrelas
  • Oração ao Caboclo Ventania
  • Caboclo 7 Pedreiras
  • PRECE A POMBA-GIRA
  • oração a tranca rua das almas
  • Prece ao Pai João da Mata
  • Oração ao Caboclo
  • Oração a Boiadeiro
  • Oração as sete linhas
  • ORAÇÃO DO PAI JOSÉ DE ARUANDA
  • Oração ao Pai Joaquim
  • Oração do baiano Corisco
  • BENZEDURA CONTRA O MAU-OLHADO INVEJA E QUEBRANTO
  • ORAÇÃO PARA BÊNÇÃO DO LOCAL DE TRABALHO OU LAR
  • ORAÇÃO PARA PEDIR FÉ
  • Oração aos Pretos Velhos e Pretas Velhas
  • Oração a Santa Sara Kali
  • Os Filhos de Omolu
  • Ebó para Yansã
  • Comida de Xangô
  • Lendas de Iansã com Ogum
  • Pontos cantados de Pomba-gira em Videos
  • ORIXÁS EXÚ E OGUM
  • Sem Exu não se Faz nada
  • OS FILHOS DE EXÚ
  • Pontos Cantados de Oxala Videos
  • Pontos Cantados de Ogum Videos
  • Pontos Cantados de Oxum Videos
  • Pontos Cantados de Yemanjá Videos
  • Pontos Cantados de Oxossi Videos
  • Galeria de Videos
  • Pontos Cantados de Xangô videos
  • Pontos Cantados de Yansã videos
  • PORQUE OS EXUS RIEM
  • Videos de Preto velhos
  • Cigano Pablo
  • Cigana esmeralda
  • Mensagem de Ogum
  • Ogum Beira Mar
  • Altar na Umbanda
  • A tristeza dos Orixás
  • Amor palavra de ordem na gira
  • AS FALANGES DE TRABALHO NA UMBANDA
  • ASSISTÊNCIA
  • exu não e fofoqueiro
  • ATITUDE INTERIOR
  • BANDEIRA BRANCA DE OXALÁ
  • Cantos e Palmas num Terreiro
  • Como acontece a Gira
  • conduta moral
  • CONDUTA NO TERREIRO DE UMBANDA
  • Conflitos
  • Conflitos Familiares
  • Como ler escutar ou observar e saber se aquilo é
  • Cores e a Umbanda
  • Cumprimentos e Posturas
  • De Olhos Fechados
  • Deus não te Fez para sofrer
  • Deus salve a Umbanda
  • Página em Atualização
  • EGUNS E QUIÚMBAS
  • ELEMENTOS DO TERREIRO DA UMBANDA
  • ENTENDENDO A INVEJA
  • ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA
  • EXPRESSÕES USADAS NA UMBANDA
  • EXU NÃO É DIABO
  • falta de doutrina e de complemetimento
  • Faz caridade fio
  • Os perigos e conseqüências da mediunidade mal orie
  • O DIA DE FINADOS NA UMBANDA
  • Fazer o bem sem ver a quem
  • Os Médiuns são Parceiros
  • Fumos e Bebidas
  • Fundamentação Doutrinária
  • GUIAS E COLARES
  • Hierarquia na Casa de Umbanda
  • Humildade
  • Jogaram uma carga pesada pra cima de mim
  • O maior inimigo da Umbanda
  • Mediunidade na Umbanda
  • Mediunidade um passo de cada vez
  • Mensagem do Caboclo Sete Flechas
  • MIRONGA DE PRETO VELHO
  • Não abandone seu posto de serviço
  • Normas dos Terreiros
  • Nossos Umbigos
  • Linha de Esquerda Exu e ´Pomba-Gira
  • O pequeno universo do umbandista
  • O Perdão Não tem Contra-indicação
  • O Templo Que Vos Acolhe
  • obrigações na umbanda
  • OBRIGADO VOVÔ
  • ORAÇÃO DO UMBANDISTA
  • Orixá de Cabeça
  • Os Caboclos na Lição de Pai João
  • Os Orixás se Manifestam em Nós e Através de Nós
  • Oração de Ogum Xoroquê
  • .