Centro Pai João de Angola

DEUS, SALVE A UMBANDA!
É relevante a preocupação de muitos umbandistas, no que diz respeito às agressões que vem sofrendo os seguidores dos cultos
afro-brasileiras, por adeptos das religiões neopentecostais. No entanto, é preciso analisar tal situação com racionalidade, deixando de
lado a paixão. Digo isso, porque se quisermos que nos respeitem, é preciso que tenhamos, antes de qualquer coisa, equilíbrio e

serenidade para enfrentar esses fanáticos e oportunistas da fé cristã. Na sua maioria, são pessoas totalmente levadas pela paixão cega
e irracional. Logo, incapazes de tolerar qualquer outra manifestação de fé, que não seja as que eles praticam.

Sabemos, serem esses "novos evangélicos", oriundos de pseudo-terreiros de Umbanda: médiuns anímicos, sem nenhum
compromisso de fato, com a moral e doutrina dos Orixás. Temos ainda, os dissidentes de respeitados Terreiros, no entanto, alegam
terem vivido anos de suas vidas praticando a caridade e que nada ganharam com isso... pasmem: "ora, quando alguém se propõe a
fazer algum bem a outrem, é de se esperar que o faça sem segundas intenções."

Outros, se revoltaram com a Umbanda por conta de não terem conseguido a pessoa amada; por não terem conseguido acabar
com o casamento do (a) amante; por não terem acabado com a vida do inimigo; por não terem conseguido a promoção no emprego;
por não terem conseguido comprar um carro igual ao do vizinho, etc, etc, etc... Repito: médiuns sem nenhum compromisso com a Lei da
Umbanda: Fé, amor e caridade.

Cansados por conta da "Lei do retorno"; afinal, o que aqui se faz, aqui se paga... buscam nessas novas religiões a possibilidade
de culparem alguém por seus erros e fracassos: e o fazem aos espíritos. Daí, a certeza de serem pessoas totalmente ignorantes a
respeito da espiritualidade.

O verdadeiro médium de Umbanda, sabe assumir suas responsabilidades nos mundos material e espiritual. Sabe que compete
aos espíritos de luz e aos Orixás o papel de espiritualizá-los: são eles que ensinam o caminho da tolerância, do amor ao próximo, da
serenidade e do cumprimento às Leis de Deus e dos homens. Ensinam a alimentar nossos corações com o amor e o perdão e dessa
forma, tentam evitar que nos corrompamos nos caminhos do orgulho e da vaidade inescrupulosa.

O crescimento dessas "novas religiões", deve ser vista como misericórdia de Deus em nossas vidas, ou seja: graças a elas,
nossos Terreiros estão limpos de médiuns fúteis e pretensiosos. Esses médiuns são filhos de Deus e com certeza Deus quer se
salvarem. A mediunidade lhes foi outorgada para que pudessem ser úteis ao trabalho no bem; todavia, deixaram se levar pela vaidade
e pelo orgulho, desconsiderando os maravilhosos fundamentos da Umbanda.

Deus salve o Grito do grande Rei Xangô, que expulsa de nosso meio médiuns mentirosos e charlatões! Deus salve a Espada de
Ogum, que corta de nossos caminhos os que alimentam o ódio e a inveja! Deus salve a Flecha de Oxossi, que mata o pássaro da
maldade e da traição! Deus salve as Águas de Oxum, que lava nossos caminhos da mentira e da falsidade! Deus salve os Ventos de
Iansã, que expulsa os que alimentam pensamentos de promiscuidade e infidelidade! Deus salve as Águas de Iemanjá, que lava nossos
terreiros dos que alimentam a falta de amor e respeito ao próximo! Deus salve as Chuvas de Nanã, que trazem o peso da
responsabilidade, afastando os ociosos e oportunistas! Deus salve o Cajado de Omulu, que expulsa as doenças do egoísmo e da
desordem! Deus salve Nosso Pai Oxalá, salvaguardando nossa Umbanda daqueles que ainda não conhecem o verdadeiro sentido da
caridade!

DEUS SALVE A NOSSA UMBANDA! ... e não desampare os que ainda se arrastam pelos caminhos da ignorância e da hipocrisia

O 8 de dezembro é dia de Nossa Senhora da Conceição, dentro do sincretismo de fé na Umbanda, mãe Iemanjá. Salve! Segue singela homenagem a mãe Sereia.

ODÓIA!

Lembranças fazem parte de qualquer ser, São memórias de um tempo do passado, Que insistem em simplesmente aparecer, De um mar ainda mais revolto e agitado.

Mas se a brisa do oceano vem me tocar, Trazendo amor e paz para o lado de cá, Sinto a energia da minha mãe Iemanjá,

Que em doce canto vem aconselhar.

A Rainha do Mar veio para a dor aliviar, Prensar as feridas e com magia restaurar.

O encanto da Mãe Sereia alumiou a candeia, Deixando toda a quizila nos bancos de areia.

 

Agradecemos sua visita Volte sempre....

Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


gg7.mp3