Centro Pai João de Angola

Cantos e Palmas num Terreiro

Ensinar, corrigir, pesquisar e estudar sempre...

Em nossa casa o Centro de Umbanda Terreiro Pena Verde, houve recentes depoimentos de pessoas que ainda nos dias de hoje acham que um

de Umbanda é um local de "macumbarias" que só faz o mal a outrem. Sinto uma tristeza muito grande de ouvir isto. O fato é que, não conhecendo a doutrina, a pessoa não entrou para conhecer o local, mas se assusta quando os tambores começam a tocar, uns se benzem, outros fecham portas e janelas trancando-se para que o suposto "mal" para que não chegue até á sua residência e os pegue. É triste saber, mas ao mesmo tempo me conforta o fato de que os nossos tambores, o toque do atabaque, a firmeza da curimba arrepia todo o Ser, anunciando o início do trabalho de Umbanda.
A importância dos cantos, das palmas, do toque e da dança na Umbanda.
Cantos (pontos)
Devemos cantar de forma harmoniosa, dançando e batendo palmas de uma forma bonita e com sincronia, assim a vibração capta uma maior energia no plexo coronário facilitando com isso a irradiação e até a própria incorporação.
Palmas
Criam uma sonoridade, das quais as vibrações alcançam o centro de percepção, localizada no mental do médium, com isso facilitando o reajustamento de seus padrões energéticos.
Toques e instrumentos
O som do atabaque e dos outros instrumentos é de extrema importância, porque com as vibrações podem se adormecer o emocional, estimulando a percepção e alterando as irradiações energéticas. Nesse momento o guia espiritual se molda no campo eletromagnético do médium ajustando ao seu próprio padrão.
Dança
Para os iniciantes é difícil distinguir as sensações, podendo haver enjôos e tonturas que cessam quando a entrega for total e não havendo a tentativa de comandar os movimentos, já que quem deve comandar é o guia espiritual. Mesmo o médium não gostando a queda pode ocorrer por resistir à total entrega da incorporação. Mesmo a mais simples da interferência consciente pode anular a vibração dos seus guias ou enfraquecê-los, desequilibrando a dança e ao próprio médium. Nas giras as vibrações do médium e de seu guia espiritual se entrelaçam numa dança cadenciada facilitando a incorporação de seu guia.
Saravá a Umbanda.

A BÍBLIA DO UMBANDISTA

( Mensagem passada pelo Sr. Exu Tatá Caveira através do médium Danilo Lopes Guedes.) Meus irmãos eu vou relatar um pensamento, que me foi apresentado, de um Guia, em uma gira de Exu e sinceramente, eu fiquei impressionado com a sabedoria deste Exu, no final do relato eu conto quem foi o Sr. Da Luz. Certo dia estava conversando com um conhecido de outra religião (totalmente oposta aos nossos conceitos) e acabamos entrando em uma discussão sobre livros e claro que o questionamento inevitável foi feito: - Porque a sua religião não tem uma Bíblia? O Silêncio tomou conta de nosso diálogo por um pequeno instante. Expliquei que temos vários livros que contam a história de nossa religião, procedimentos, condutas, fatos que são relatados, etc. Mas confesso que de início concordei com a observação do questionador. Bom, continuamos com a nossa conversa, mas aquilo ficou martelando em minha cabeça, por alguns dias, até a chegada da Luz do irmão e amigo Exu. É chegado o dia da Gira de Exu, os sábios Tatás que recebemos em nossa Sagrada Umbanda, e posso dizer a vocês de coração, realmente que sabedoria eles possuem. Todos os preparativos prontos, então nós iniciamos, defumação sendo passada, pontos cantados, energia circulando, trabalho aberto, assistência pronta para atendimento e o meu amigo e irmão, que tenho um respeito enorme, chega ao terreiro para os trabalhos e atendimentos. Os atendimentos são iniciados, os passes de limpeza, de cura, de incentivo etc. e a dúvida martelando em minha mente, até que uma voz meio idosa que saía do fundo da alma no meio do vazio dizia-me: - Sossega “burro novo”, acalme-se que depois nós conversamos, temos muito trabalho pela frente. Acatei os conselhos do Senhor e concentrei-me no trabalho. Após os atendimentos é chegada a hora dos esclarecimentos. Então o Sr. Exu com toda a sua Divina sabedoria dá a sua palavra para este “burro novo” (é assim que sou chamado por ele): - O “burro novo”, quando lhe perguntarem - Qual é a sua Bíblia? Você calmamente sorri e responde: “A minha Bíblia é imensa e chama-se Natureza, uma única e verdadeira obra Divina, feita única e exclusivamente pelas mãos do grande Criador do Universo, onde seus capítulos e versículos são: · A Cachoeira · A Pedreira · O Caminho · O Lago · O Mar · A Mata · O Céu · O Fogo · A Terra · A Chuva · O Vento · O Dia · A Noite · A Vida · A Morte Onde tudo que precisamos saber está escrito nela, e já faz um bom tempo que foi escrito, antes mesmo de aparecer a nossa escrita. E que tudo isso é obra do Divino Criador do Universo, onde devemos o devido respeito. Ela é a nossa Bíblia, ela é Bíblia do Umbandista”. Por estas poucas e sábias palavras eu agradeço ao Sr. Exu-Velho, pelo conhecimento passado a este “burro novo”. Laroyê Sr. Tatá Caveira, eu me curvo diante de vossa sabedoria e lhe agradeço por me escolher como vosso “burro” para trabalhar. Saravá Umbanda.

Saravá os Exus.

Fonte: Espiritualizando com a Umbanda

Agradecemos sua visita Volte sempre....

Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


doação.mp3